Recebeu uma ação judicial de forma parcelada? Provavelmente você terá problemas com a Receita!

Em 2020 aumentou substancialmente a quantidade de parcelamentos na Justiça do Trabalho e não fazer os procedimentos adequados certamente trará muita dor de cabeça ao Contribuinte.

Muitas vezes uma ação judicial (principalmente trabalhista) resulta em um acordo com parcelamento do valor. Se as parcelas pagas passam de um ano para o outro com recolhimento de IR-Fonte somente ao final (como erradamente ocorre na maioria dos acordos) o contribuinte provavelmente terá um problema para resolver e estará em apuros junto à Receita Federal.


Neste vídeo Eduardo Lemos explica os motivos pelo qual o IR-Fonte deve ser recolhido mês a mês em conjunto com cada parcela paga ao invés de somente no final do parcelamento.


Mais informações sobre IRPF sobre recebimentos em ações judiciais você confere em www.edulemos.com.br/impostoemprocessos

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Eduardo Lemos é Contador (CRC 116.256), Administrador de Empresas (CRA 20-69519-5), Pós Graduado em Auditoria e Controladoria, Perito Contábil (CNPC/CFC 5280),  Professor Universitário, Empresário, Empreendedor e Amante de Vinhos e Gastronomia. Clique e saiba +

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram