IPVA no Estado do RJ fica mais caro com fim da vistoria obrigatória


O que deveria significar um avanço e facilidade para o cidadão fluminense tem se mostrado uma dor de cabeça e no bolso. 2019 é o primeiro ano sem vistoria obrigatória para veículos conforme medidas previstas na Lei 8.269/2018 e no Decreto 46.549, baixado pelo governador Wilson Witzel em 1º de janeiro. Na última sexta (11) os procedimentos foram regulamentados pelo Detran através de portaria publicada no Diário Oficial.


Ocorre que, na prática, o procedimento ficou mais burocrático (tendo em vista que agora o cidadão fluminense necessita emitir 3 boletos diferentes) e mais caro (tendo em vista que foi criada uma nova taxa chamada de "taxa de licenciamento" que beira R$ 150,00). Ou seja, grande parte dos IPVA's 2019 estão cerca de R$ 150,00 mais caros que os de 2018.


A vistoria ainda é obrigatória nas seguintes situações: automóveis sob transferência de município, estado ou propriedade; veículos coletivos de passageiros; veículos de carga e veículos de transporte escolar.


Veja abaixo onde retirar cada um dos boletos de taxas:

A) Seguro obrigatório DPVAT: boleto no site da Seguradora Líder. Clique AQUI.

B) IPVA: boleto deve ser retirado diretamente no site do Bradesco, campo GRD IPVA, através do número Renavam. Clique AQUI.

C) Taxa de licenciamento anual e taxa de emissão do CRLV (novos): boleto deve ser retirado diretamente no site do Bradesco, campo GRT - Guia de Regularização de taxas, através do número Renavam. Clique AQUI.


Após realizar pagamento dos boletos o passo a passo para adquirir o CRLV 2019 é:


1) Agendar o serviço pelo site do Detran ou pelo teleatendimento (3460-4040, 3460-4041, 0800-020-4040 e 0800-020-4041), escolhendo a unidade de preferência;

2) Comparecer à unidade com originais da identidade e do CRLV de 2018.

Fim da vistoria pode trazer insegurança aos motoristas

Por outro ângulo o fim da vistoria anual leva a crer que a fiscalização será intensificada por meio de operações por parte do Detran e da Polícia Militar. Como a partir de agora a vistoria é uma auto declaração de regularidade (o cidadão indica que o veículo respeita todas as regras do código de trânsito) o responsável pelo veículo poderá responder criminalmente e civilmente pelas informações prestadas caso descumpra algum item e seja parado em uma blitz. Ocorre que no Brasil as coisas não costumam correr bem quando se coloca poder soberano de análise na mão dos agentes de segurança... todo cuidado a partir de agora é necessário...

Eduardo Lemos


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Eduardo Lemos é Contador (CRC 116.256), Administrador de Empresas (CRA 20-69519-5), Pós Graduado em Auditoria e Controladoria, Perito Contábil (CNPC/CFC 5280),  Professor Universitário, Empresário, Empreendedor e Amante de Vinhos e Gastronomia. Clique e saiba +

  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram