Chefs dão 8 dicas para facilitar a vida de cozinheiros de primeira viagem


Aprender a cozinhar, ainda que o básico, é uma forma de declarar a própria independência e, de quebra, ainda se alimentar melhor e economizar com o delivery. Mas se você é do tipo que desiste só de pensar na trabalheira que dá elaborar um prato de chef ou se intimida com a habilidade da mamma ao fogão, pode parar por aí: em algum momento, eles também tiveram de fritar o primeiro ovo ou assar o primeiro frango. E nem sempre tudo deu certo.

Cozinhar é prática, treino e amor. Mas claro que conhecer alguns truques, técnicas e equipamentos essenciais pode facilitar o processo. Conversamos com os chefs Joel Ruiz, professor da escola Wilma Kövesi, e Carlos Ribeiro, que ministra cursos periódicos em sua escola no restaurante Na Cozinha, para apontar o caminho das pedras para quem está começando.

Monte seu próprio menu

Faça uma lista de tudo que gosta de comer e foque o aprendizado inicial por aí. Assim você sempre se sentirá recompensado, ainda que o resultado das primeiras vezes não seja perfeito.

Comece com pratos mais simples

Antes de sair fazendo feijoadas, lasanhas e moquecas para a família toda, trabalhe com ingredientes pontuais até pegar mais intimidade com o fogo, as panelas e os pontos de cozimento de cada alimento. Mesmo com pratos simples, não há demérito algum em seguir receitas (desde que confiáveis) e treinar à exaustão até acertar.

Desenvolva um pouco de técnica

Conhecer os tipos de corte, os métodos de preparo, os diferentes equipamentos e as características dos ingredientes mais comuns facilita sua vida na cozinha, além de permitir entender melhor as receitas e seus porquês. É isso que te dará base para voos mais altos.

Tenha curiosidade com novos ingredientes

Vá à feira, ao supermercado, ao sacolão. Experimente, cheire, pergunte. Não perca a oportunidade de conhecer novos ingredientes, de perguntar como podem ser utilizados, de pesquisar. Quanto mais aumentar seu conhecimento mais fácil será para combinar ingredientes e preparar pratos diferentes.

Planeje as compras

Antes de começar a cozinhar, garanta que todos os ingredientes estarão à disposição. Ter sempre em casa ovos, farinha, manteiga, três tipos de legumes, verduras (as com folhas verdes escuras costumam ser mais resistentes), algum tubérculo (batata, mandioquinha, mandioca), duas ou três frutas e grãos variados também ajuda a ser criativo quando você quiser se arriscar nas criações. E não se esqueça de ter sempre diferentes tipos de tempero, como sal, pimenta, alho, cebola, manjericão, salsinha, azeite, vinagre e mostarda.

Faça alguns preparos com antecedência

Cozinhar é legal, mas ficar horas se matando na cozinha não tem graça nenhuma. Para reduzir esse estresse algumas etapas podem ser feitas com antecedência e congeladas, para se ter sempre à mão, como caldos de carne, legumes e frango.

Cozinhe pequenas porções

Pense em quantidades que possam ser consumidas em, no máximo, dois dias. Isso facilita na hora de lidar com ingredientes e panelas e não dá tempo de enjoar da comida.

Monte um kit básico

Você não precisa gastar muito para começar a cozinhar. Garanta uma boa faca de 8 polegadas (de chef) sempre afiada, uma de frutas, uma tábua de polietileno, uma panela média para uso geral, um caldeirão para caldos e macarrão, uma frigideira antiaderente, panela de pressão e espátulas de silicone ou bambu. Esses itens facilitam a vida.

Posts Em Destaque
Posts Recentes